1994,Brasil.
Ela tem cara de menina mimada, um quê de esquisitice, uma sensibilidade de flor, um jeito encantado de ser, um toque de intuição e um tom de doçura. Ela reflete lilás, um brilho de estrela, uma inquietude, uma solidão de artista e um ar sensato de cientista. Ela é intensa e tem mania de sentir por completo, de amar por completo e de ser por completo. Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez. Ela tem aquele gosto doce de menina romântica e aquele gosto ácido de mulher moderna.

Caio Fernando de Abreu.  (via palavrisses)

Coloque sua música favorita para tocar, respire fundo e faça o que de melhor sabe fazer: ser você.

Clarisse Lispector (via construindoversos)

Nosso amor foi uma espécie de ponte aérea, com escala em tantas tentativas. Em algum momento dessa viagem poética, entre Dumont e Drummond, desviamos da zona de turbulência, mas perdemos a conexão. Preciso pousar o ponto final.

Eu me chamo Antônio.   (via palavrisses)

Mas minha querida, isto não é o país das maravilhas e você não é a Alice.

Autor Desconhecido.  (via autorias)

— Se eu me deixo guiar pelo meu coração, sigo em sua direção. Se a minha mente vai à frente, vou levando uma surra de lembranças que me fazem voltar a você. De qualquer forma que eu tento seguir em frente, vou ao teu encontro. Não vejo solução, não vejo saída. Eu me vejo preso, agarrado em você. Você abriu a gaiola para que eu pudesse voar, mas sinto como se você tivesse cortado as minhas asas. Estou preso numa gaiola sem grades.
— Ei! pare de se lamentar, eu abri sua gaiola para você voar. Não é que estejas preso em mim, e sim acostumado. Mas entenda, um dia um pássaro tem que se desprender da sua mãe, e sair voando do ninho. Então apenas se desprenda de um amor que passou. Sei que não é fácil, aprender a voar sozinho, mas não posso alimentar sua dependência a mim. Reclamastes dos seus caminhos que sempre se encontram nos meus, lhe digo apenas uma coisa, para de andar em círculos a minha volta. O destino há de cruzar linhas retas não de prender elos em caminhos. É não nego que foi muito bom te chamar de amor, de receber os seus carinhos, mas entenda, acabou, é foi bom enquanto durou, e durou enquanto estava sendo bom, mas só te peço uma coisa, se conforme, não seja como lua, e me compare ao planeta terra. Apenas pare de girar a minha órbita. Adeus…

Não seja como um satélite que gira em torno de uma órbita. Siga em frente amigo, além do mais, a vida guarda-lhe muito caminho pela frente {…} Brendon M. & Talyson S. (via romeuemcrise)

Eu finjo que não estou magoada e ando no mundo como se estivesse me divertindo.

Lana Del Rey.  (via autorias)

Ninguém é bom o suficiente se não conseguir encarar seus próprios erros fazendo deles um degrau pra se tornar uma pessoa cada vez melhor.

Elisa Bartlett.    (via autorias)

Almas quentes,
corações frios.

Irradiadora (via expressao)

Eu quis carinho, preocupação, aventura, colo e sopa de ervilha, mas só ganhei sacanagem. Com esses meus próprios erros, aprendi que não dá mesmo pra confiar em mim. Faltei nas aulas sobre como não transformar contato físico em afeição. Me basta um olhar, um sorriso comedido, umas palavras banais. Pronto. Meu planeta enguiça.

Gabito Nunes.   (via florestares)

Quem tem que ficar, fica e já era.
Mas às vezes, não importa o quanto você ame alguém, elas simplesmente não podem te amar da mesma maneira.

Grey’s Anatomy.   (via florestares)

Pela multiplicação das pessoas que ficam felizes com a felicidade dos outros.

@ acumulou